no ar desde 1998

 
 
 

 

 
Personalidade Problemas comuns à raça Sobre o Weimaraner O Filhote Padrão  
 

O Weimaraner é um cão bastante antigo, havendo registros da raça já em 1600. A teoria mais aceita quanto à sua origem é de que ele descende de um Braco alemão antigo (não o moderno Braco Alemão de Pelo Curto) e inicialmente encontrava-se exclusivamente nos canis dos duques de Saxônia-Weimar, dos herdou o nome.

Os Weimaraners foram desenvolvidos para realizar diversas modalidades de caça, desde a esportiva até a caça de animais de grande porte como javalis e veados. Inicialmente, atuavam em matilhas rastreando e encurralando a presa até a chegada do caçador.

Durante várias décadas a criação dos Weimaraners era restrita a regiões da Áustria e Alemanha e não havia ‘comércio’ desses cães.
Os criadores trocavam filhotes entre si com o objetivo de fixar um padrão para a raça, que após 1890 foi submetida a uma criação planificada e controlada pelos registros no livro de origem. Depois que o padrão da raça foi registrado, os cruzamentos com outras raças especialmente o Pointer, passaram a ser evitados. Admite-se hoje que o Weimaraner seja, provavelmente, a raça mais antiga entre os cães de aponte alemães.

Apesar de ser um cão extremamente versátil, o Weimaraner começou a popularizar-se apenas após a Segunda Guerra, quando foi intensificada sua concorrência com o moderno Braco Alemão, Kurzhaar. Nos EUA o Weimaraner foi introduzido a partir dos anos 40 e chegou ao Brasil em 1952.

O Weimaraner é um cão de aponte, cuja finalidade é sinalizar a caça e posteriormente apanhá-la e devolvê-la ao caçador. Apesar dessa função inicial específica, por sua inteligência e docilidade ganhou muitas outras funções, como cão farejador de drogas, resgate e mesmo cão de companhia. Na Europa e EUA onde a caça é permitida, os Weimaraners têm lugar cativo entre os praticantes do esporte, especialmente por suas características de estrutura e forma de devolver a caça.


Os Weimaraners são cães muito extrovertidos e brincalhões. Resistentes e rústicos como convém a um bom caçador, os Weimareners são extremamente apegados aos donos a quem demonstram sua completa docilidade.

Como animais de companhia são limpos, agradáveis e carinhosos com as crianças.

Em função de sua origem de caçador, os Weimaraners são cães extremamente curiosos e que aprendem com muita facilidade – inclusive o que não devem.

São cães de extrema energia e por isso precisam de espaço para se desenvolver física e psicologicamente, caso contrário, podem se transformar em cães extremamente problemáticos e destruidores. Por ter sido desenvolvido para a caça em conjunto com o homem e em estreita relação com ele, o Weimaraner não gosta de ficar só por longos períodos de tempo.

Segundo o pesquisador Stanley Coren, autor do livro ‘A Inteligência dos Cães’, o Weimaraner está em 21º lugar no ranking de inteligência para o trabalho.

Outra característica atribuída à raça é a teimosia, o que indica aos proprietários uma necessidade do Weimaraner de ter um líder a quem obedecer, e nestes casos, o adestramento de obediência é essencial para a boa convivência familiar.


weimarpups.jpg (12658 bytes)

Desde muito jovem o Weimaraner já demonstra grande energia e disposição. Os filhotes precisam de espaço para executar suas brincadeiras evitando assim os problemas com a destruição de objetos ‘não permitidos’.

É bastante recomendável que desde cedo participe de adestramento de obediência e que tenha possibilidade de exercícios regulares.

A cauda deve ser cortada a um terço e nasce relativamente baixa. O prazo ideal para o corte é 48/72 horas após o nascimento dos filhotes.


pelo-longo.jpg (21205 bytes)

Ao contrário do que se pode pensar, o Weimaraner é também reconhecido em uma variedade de pêlo longo, que era inicialmente rejeitada pelos criadores. A mudança no padrão ocorreu em 1952, mas desde 1935 a variedade começou a ser identificada nos pedigrees, quando começou a aparecer com maior freqüência. Mesmo em ninhadas de Weimaraners de pelo curto eventualmente ocorrem filhotes de pelo longo. No entanto, a variedade de pelo longo não é aceita pelo American Kennel Club – AKC.


corel5.JPG (12776 bytes)

Um dos principais pontos fracos do Weimaraners diz respeito à pelagem:

  • Seborréia Seca – descamação da pele. As causas mais comuns são deficiência hormonal e/ou alimentar. O pelo fica ‘esbranquiçado’ e sem vida. O tratamento deve ser feito à base de medicamentos especialmente receitados pelo veterinário.

  • Piodermite – falha nos pelos causada por irritação e/ou sensibilidade a produtos químicos.

  • Otite – infecção do ouvido, facilitada pelo formato das orelhas do cão que propicia o acúmulo de sujeira. A melhor forma de evitar é manter sempre a limpeza dos ouvidos


   

 

 

 

 

Referências Utilizadas

Para Saber Mais:

 



.


Fale com a Gente


  © COPYRIGHT M&M Arte Soluções Web  LTDA 1997-2014
Este site, suas fotos e textos, tem seus direitos autorais protegidos por lei.
É proibida sua reprodução parcial ou total sem autorização expressa e por escrito.