Recuperando a confiança do seu cão


Claudia Pizzolatto - claudia@lordcao.com
Treinadora e Especialista em Comportamento Canino
Lord Cão - Treinamento de Cães
www.lordcao.com


Esse tipo de comportamento é sinal de que algo não vai (ou não foi) bem... Para tentar ajudar o cão a superar os temores o que você precisa fazer é dessensibilizá-lo. Ou seja, fazer com que ele perca o medo gradativamente e volte a se tornar confiante.

Não force o cão a fazer nada, mas estimule-o a sair e passear com você. Deixe ele cheirar a coleira e se ele deixar coloque-a no pescoço dele e deixe ele arrastar a guia pelo chão da casa.

Se ele estiver muito desconfiado para deixar por a coleira, ofereça algum petisco tentador enquanto você fala com uma voz tranquila. "Vamos passear (nome do cão), vamos".

Tente por uns 2 ou 3 dias e quando ele já estiver se sentindo confortável, é hora de leva-lo para a rua. Comece escolhendo horários que sejam bem calmos e saia sem pressa. Leve com você uns pestiquinhos, ou um brinquedo que ele goste muito, para que ele possa se sentir mais seguro.

Se for preciso dar um "puxão" inicial para ele sair do portão faça, mas não tente sair arrastando ele pela rua. Lembre-se que é preciso que ele se sinta pouco pressionado.

Comece dando voltinhas bem curtas e só em locais que ele já conheça. Insista por mais 3 ou 4 dias e quando ele ficar mais confortável vá aumentando as distâncias. Use sempre palavras encorajadoras e se ele empacar em algum ponto, abaixe-se, chame-o em sua direção e dê um pequeno puxão na guia.

Se ele vier faça um pouquinho de festa, mas não muito para não excita-lo demais. Se ele não quiser vir de jeito nenhum, fale "OK, VAMOS VOLTAR", e volte para casa sem fazer grande alarde. Tente novamente no dia seguinte. Aos poucos ele vai voltando ao normal.

Para evitar que ele fique com medo do carro, faça a mesma coisa. Vá acostumando ele dentro do carro bem devagar. Primeiro leve-o até o carro, deixe a porta aberta e deixe ele entrar se quiser. Não force, deixe a curiosidade dele falar mais alto. Você pode estimulá-lo com um pequeno pedacinho de biscoito. Jogue no banco traseiro e encoraje-o a pular para dentro do carro. Quando ele já estiver entrando sem medo, passe a ligar o motor e fechar a porta. Mas ainda não sai com o carro. Fale com ele, leve com vocês um brinquedo que ele goste muito. Se ele se mantiver calmo faça festa para ele. Se ele se mostrar nervoso e ficar tentando sair do carro, ignore-o. Não faça carinhos, não tente consolá-lo pois só vai piorar o medo dele. No máximo tente distraí-lo e assim que ele parece mais calmo desligue o carro e saia com ele normalmente. Você pode também pedir para alguém ir passear a pé com ele e você chega de carro e o convida para entrar de forma bem entusiasmante. Quando ele já estiver ficando numa boa, leve-o para uma passeio bem curtinho. Só uma voltinha pelo quarteirão num horário calmo e fresquinho. Vá aumentando a distância aos poucos.

Tenha paciência e tente fazer os passeios experiências agradáveis para vocês dois.

Um último conselho: Tenho ouvido com uma certa regularidade casos de pessoas cujos cães morrem de medo dos treinadores que prestam serviço a domicílio. Atenção pessoAU: Se o cachorro estiver com medo do treinador SUSPENDAM o treinamento IMEDIATAMENTE. Treinamento deveria ser divertido para o cão, e não um motivo de sair correndo para se esconder debaixo da mesa!

Claudia Pizzolatto - claudia@lordcao.com
Treinadora e Especialista em Comportamento Canino
Lord Cão - Treinamento de Cães
www.lordcao.com